O vilão é o E-mail Marketing

Uma das principais casas de research de investimento do país foi penalizada por induzir o leitor/investidor de que teria retorno garantido ao investir em uma determinada aplicação.

A defesa deles é que o e-mail marketing disparado sobre o tais investimentos não foram escritas pelos analistas, e sim, pela equipe de marketing.

Jogaram a culpa para o lado da corda mais fraca – até já havia anunciado que o marketing poderia ser o vilão dos investidores, relembre aqui o texto “Não caia nestas armadilhas”.

Entretanto, em outras casas de research independentes e também na de cursos de coaching/investimento o problema é o mesmo. Não estão sabendo mais utilizar o marketing de forma positiva.

Quer um exemplo?

Confira os prints abaixo, retirados da caixa de e-mail do meu celular:

image3image1
FullSizeRenderimage2

Os dois e-mails foram disparados no mesmo dia, e com menos de 50 min de diferença entre um e outro. Curioso, não?

Afinal, a culpa é de quem?

Infelizmente, sim é a do marketing, até porque não foram os analistas que escreveram. Espero que vocês, de marketing, me entendam. É para o bem de todos.

É hora de repensar no conceito. O que era inovador, confesso, que já ficou ultrapassado.

E, você, cuidado na hora de ler e acreditar em todos os e-mails que lê por aí. É preciso ficar atento!




– –

4 thoughts on “O vilão é o E-mail Marketing

  • novembro 10, 2017 at 3:44 pm
    Permalink

    Muitas vezes eles causam o oposto que o departamento de marketing espera: além de não conversões, uma legião de pessoas que abominam a empresa…

    Reply
    • novembro 10, 2017 at 3:57 pm
      Permalink

      Concordo, André.
      Com isso, o marketing acaba destruindo valor da empresa. Uma pena!

      Abs,
      50segundos

      PS: vou te add no blogroll.

      Reply
  • novembro 11, 2017 at 12:38 pm
    Permalink

    Concordo, em partes. Minha ressalva é que isso é culpa do MAU marketing.

    E detalhe, qual será o público que eles querem atingir? Nós somos um público chato, que fuça, entende do assunto. A Empiricus por exemplo, quer atingir o público que é ignorante financeiramente.

    Temos que entender da ótica da empresa, que é Fluxo de caixa. rs

    Reply
    • novembro 11, 2017 at 12:54 pm
      Permalink

      Tem razão, Enriquecendo!

      Pelo seu ponto de vista, faz sentido. Mas não falo só deles apenas – queria deixar isso claro.
      O trabalho pífio de marketing afasta alguns, mas atrai outros. Precisa definir qual é o público que a empresa gostaria de ter.

      Abs,
      50segundos

      Reply

Deixe uma resposta