De onde vem a expressão “um conto”?

Talvez você tenha esquecido, mas o Real foi a moeda do Brasil até 1942, quando perdeu três zeros e mudou de nome para cruzeiro.

O real tinha perdido tanto valor em seus últimos anos que a quantia de “mil reais” passou a ser a unidade básica da economia.

Ninguém mais dava troco abaixo disso. “Mil reais” já tinha virado “mil-réis” na boca do povo. E ficou a ilusão de que o nome do dinheiro era “réis” mesmo.

Por sinal, o hábito de chamar mil unidades monetárias de “um conto” vem daí também.

“Um conto” significa “um milhão”. Era como as pessoas se referiam a um milhão de dinheiro – um conto de réis.

Como mil era a unidade básica, qualquer bem saía por mais de um milhão. E todo mundo falava em contos de réis o tempo todo.

Por algum motivo, a expressão sobreviveu à morte dos réis e de todas as moedas que já passaram pela economia.

Não é à toa que nos dias de hoje, um carro custa 30 contos; um iphone dois contos; uma tv dois contos…




Deixe uma resposta