Itaúsa – herança para os herdeiros

O destaque da semana foi a Itaúsa (ITSA) junto com o fundo Cambuhy e Brasil Warrant adquirir a totalidade das ações da Alpargatas (ALPA).

O negócio estava em um imbróglio por causa do preço. Enquanto a J&F, dos irmãos Batista, queria vender por um preço maior, a Itaúsa, obviamente, queria comprar por um patamar menor. Se até a Itaúsa só gosta de comprar bons ativos por um preço justo. Não sou eu para discordar. E desconfie das pessoas que falam para comprar bons ativos por qualquer preço. Sim, preço importa e muito.

Ao final, o montante total envolvido foi de 3,5 bilhões de reais. O valor pago na transação será de R$ 14,25 por ação ordinária e R$ 11,40 por ação preferencial de ALPA. Ou seja, pelo preço de mercado, se deu bem quem tinha as ações ordinárias e ruim para quem tinha as preferenciais.

Mas não importa, pois quem tinha as ações da Alpargatas se deu bem. Saiu de um controlador duvidoso, para um controlador consolidado e de boa governança.

Melhor ainda então, para quem é acionista de Itaúsa, que além de ser controladora do Itaú, agora, também é indiretamente de Alpargatas – dona das Havaianas e Osklen.

Fica mais evidente que foi por um bom motivo as subscrições de Itaúsa no primeiro semestre de 2017. Como havia dito neste post aqui.

Até que me provem ao contrário, serei sócio de Itaúsa ad eternum




– –

Subscrição de ABC Brasil (ABCB4): vale a pena?

Novidades para quem é acionista do Banco ABC Brasil (ABCB4). Haverá aumento de capital na companhia mediante a subscrição de ações.

Os acionistas terão direito a subscrição de ações na proporção de 3,5211%. Por exemplo, se você tem 200 ações de ABCB4 terá direito de subscrever 7 ações ou se tiver 1000 ações, terá direito a 35 ações e assim por diante. Porém, só terá esse direito aos investidores que tinham a ação em carteira até o dia 30/06/2017. Ou seja, se você comprou a ação depois desta data, não terá direito de subscrever.

Por conta disso, o código de subscrição estará na sua carteira com a sigla ABCB2, com o preço de cotação de 13,37. E o período de subscrição termina no dia 03/08/2017.

Vale lembrar que o ABC Brasil irá pagar juros sobre capital próprio (JSCP) no dia 10/08/2017, e você poderá utilizar o valor do pagamento do JSCP para adquirir as ações de ABC Brasil. O valor bruto por ação será de R$ 0,554.

Mas caso você não queira subscrever, poderá vender a mercado e garantir seu dividendo. Basta vender ação com o código ABCB2, dito anteriormente.

Neste ano, muitas empresas estão querendo fazer subscrição devido a maior procura de investidores na bolsa. Exemplo disso, é o aumento do número de IPOs na Bovespa (B3) em 2017. Por conta disso, as empresas já listadas estão em busca de aumentar o seu capital para melhorar o seu fluxo de caixa ou adquirir outras empresas.

Ao publicar este texto, o valor de ABCB4 já está abaixo de R$16,00. E o direito de subscrição equivale a R$13,37. Mesmo assim, acredito, no meu ponto de vista, que vale a pena adquirir mais ações de um banco médio e sólido com um preço mais em conta. Claro que isso é a minha opinião e sim, cada um pode pensar diferente.

Vale destacar que há uma preocupação maior com o sistema financeiro no Brasil atualmente, já que estamos em uma crise que pode demorar um pouco a mais para se reverter. E com isso, o alerta de crédito e inadimplência foi acionado. Porém, como disse mais acima, pelos balanços do Banco ABC Brasil ainda é um banco sólido, que vale a pena ser acionista.




– –

Mudanças no varejo com a entrada da Amazon nos estabelecimentos físicos

Só porque há duas semanas, eu avisei que iria parar de investir em empresas de varejo (relembre aqui), Jeff Bezos – CEO do Amazon – vem e me dá uma resposta a altura.

Sim, a Amazon vai comprar a rede americana Whole Food Market por U$42 a ação. Enquanto eu, mero mortal, apenas queria investir em marketplace. Alguém acima de mim, vem e me mostra que pode pensar mais à frente.

Meus pontos de vista sobre os motivos desta aquisição:

– Amazon é sinônimo de compra online. Porém, a empresa queria expandir os negócios através de um novo conceito de supermercado, que até então, estava apenas em fase beta: o AmazonGo. Até já postei um post sobre isso aqui (relembre aqui: AmazonGo, a revolução do próximo ano).

– Espaço físico. A Amazon não tinha espaço físico suficiente para abrir as suas lojas. Precisaria investir em imóveis para expandir os negócios. Teria mais gastos na pesquisa imobiliária e na aquisição. Dizem por aí que o maior negócio do McDonald’s não é a venda de hambúrguer, e sim, os milhares de imóveis bem localizados espalhados pelo mundo inteiro. E com a 440 lojas físicas da Whole Foods Market tanto nos EUA, Canadá e Reino Unido, ajudaria sim, a Amazon neste processo.

– Alimentos naturais e orgânicos. Cada vez mais, aumenta-se o número de consumidores de alimentos naturais e orgânicos nas grandes cidades. (Certa vez, em uma viagem para uma cidadezinha no interior de SC, conversei com um agrônomo, e ele confessou que é raridade um alimento ser 100% orgânico. Bem, isso é outra polêmica. É melhor deixar para outro post). Em um comunicado, Jeff Bezos afirmou que as pessoas gostam de comprar no Whole Foods Markets porque a empresa oferece os melhores alimentos naturais e ajuda na alimentação saudável das pessoas.

– Serviço delivery qualificado. Há algum tempo, a Amazon havia criado o AmazonFresh, o serviço de entrega de mercearia da Amazon. E esta aquisição poderia elevar o valor da AmazonFresh. Para enviar compras de forma eficiente aos consumidores, precisaria de um centro de distribuição física perto do consumidor. Isso reforça a tese de que os supermercados, poderão se tornar em depósitos de distribuição de alimentos aos consumidores.

Esses foram os meus pitacos sobre essa possível fusão. Claro que o varejo nunca irá morrer. Está aí uma prova viva disso. Claro que as ações da WFM – Whole Foods Market – foguetearam por causa disso, enquanto isso Wal-Mart, Costco, Target, Walgreens e as outras empresas de grocery e drugstore despencaram por lá.

Se você gosta de varejo e investe no mercado americano, está aí uma boa oportunidade de comprar as ações de outras empresas de varejo. Claro, desde que elas estejam com uma proposta inovadora na forma de vender os seus produtos. Certamente, a Amazon está vindo mudar o conceito de fazer compras no supermercado. Vamos ficar de olho!




– –

Entornou o caldo no setor tecnológico? + VIX

O culpado foi um tal de Robert Boroujerdi, diretor de investimentos da Goldman Sachs. Em uma nota enviada aos seus clientes, ele alertou que o preço atual dos gigantes da internet FANG (Facebook, Apple, Netflix e Google) estavam sobreavaliados. Ou seja, se o investidor quisesse comprar essas ações nos patamares atuais, eles estariam correndo riscos demais.

Desde o alerta, queda brusca no Nasdaq (-2,5%) na sexta e do também do SX8P (-2,3%) na segunda – este índice agrega as techs europeias, que aliás esta foi a segunda maior perda no intraday desde outubro de 2016. Confira os tickers e as quedas do FANG: FB -5,6% na sexta e -0,78% na segunda; AAPL -7,7% na sexta e -2,39% na segunda; NFLX -10% na sexta e -4,17% na segunda; e GOOGL -6,3% na sexta e -0,86% na segunda.

E agora, chegou a hora de entrar em pânico?

Claro que não!

Ainda não sabemos se a bolha do setor tecnológico estourou novamente ou é apenas uma saudável correção dos preços dos papeis. Por isso, muita calma nesta hora!

Entretanto, havia alertado aqui e aqui que o índice do VIX (índice que mede a volatilidade do mercado americano) estava nas mínimas durante o mês de maio e era hora de se precaver. E não é que o VIX disparou 20%, chegando a atingir a marca de 12,00 – como pode ser visto no gráfico abaixo.

Captura de Tela 2017-06-12 às 15.27.45

Volto a reforçar. Está na hora de se precaver. Até porque o mundo está tão tranquilo por aí, sem conflitos, sem guerras, sem eleições catastróficas, tudo na mais perfeita calmaria…#sqn




– –

Semana passada li o livro Caçadores de Bons Exemplos. Já que estavamos comentando sobre um mundo “sem conflitos”, mas, de fato, não existe apenas coisas ruins acontecendo no mundo. Com esse propósito de mostrar bons exemplos que o casal Iara e Eduardo venderam seus bens e saíram para a estrada para encontrar “bons exemplos”. Isso me fez pensar seriamente! E também não podemos ter a ganância de ganhar dinheiro a todo custo ou ter a melhor rentabilidade.

Por que não podemos ajudar as outras pessoas com o nosso conhecimento? Ou ajudar as outras pessoas a ler? Ensinar a matemática, ajuda na saúde… tem tanta coisa. Confesso que o livro me fez repensar a vida um pouco. Boa leitura do Caçadores de Bons Exemplos

Por que eu parei de investir em empresas de varejo?

Porque estou em busca de empresas de marketplace, o varejo online. Por isso que parei de investir em empresas que necessitam de lojas físicas para vender, o “varejo físico”.

Não é à toa que Magazine Luiza (MGLU3) mudou a mentalidade e disparou na bolsa, com uma alta de mais de 500% em 2016. Porém, agora, ficou caro demais – será?

Entretanto, temos outros marketplaces listados que, até o momento, estão sendo mal administrados. E se melhorassem um pouco a performance, poderiam ter resultados astronômicos. Quem sabe, ter altas tão expressivas quanto a MGLU3 – mas não tenho bola de cristal para prever isso!

E outros varejistas que querem seguir o modelo da Magazine Luiza e que, aos poucos, estão aumentando a sua participação no varejo online. Basta verificar alguns relatórios e verificar esses números de transformação. Mas que, até então, ainda não refletiram no preço das ações.

Mas por que o varejo físico está “morrendo”?

É só dar uma circulada em algumas cidades, ir ao shopping e ler algumas notícias interessantes. Vou listar abaixo alguns links de diversos veículos:

Michael Kors is shutting down at least 100 stores following ‘catastrophic’ sales declinesBusiness Insider

Why is Walmart closing 269 stores? – CS Monitor

Sears, J.C. Penney, Kmart, Macy’s: These retailers are closing stores in 2017USA Today

Fnac anuncia que irá se retirar do Brasil – Exame

Crise chega a restaurantes tradicionais da cidadeJornal O Globo

Pela 1ª vez em 12 anos, shoppings fecham mais lojas do que abremFolha

Listei algumas notícias internacionais e também casos ocorridos no Brasil. E ainda inclui restaurantes e bares e também lojas físicas de shopping center – sobre shopping, até já publiquei o assunto neste post: Por que o investimento em shopping center não é mais um retorno garantido.

O que quero dizer é que se você pensa em investir no varejo físico é preciso pensar com mais precisão. Não saia vendendo tudo o que puder, caso você tenha investimento em empresas ligada ao varejo físico. Então, por que não pensar em investir no varejo online, em marketplace? Sim, neste momento, estou em busca deste nicho.




– –

Hora de Reforçar o Caixa

Está na hora de comprar mais LFTs!

Sou um investidor desconfiado, penso até três vezes antes de investir em algum ativo. Tem as suas vantagens e, claro, as suas desvantagens.

Não comprei bitcoins neste ano, e deu no que deu… (Ainda acredito que essa “bolha” irá estourar). Bem é melhor, voltarmos para o assunto do post!

Deixei de aproveitar algumas oportunidades, mas também me livrei de algumas enrascadas. Tomar excesso de risco foi uma delas. Por isso, caso você não tenha lido, recomendo a leitura do post Investimento não é um sprint, e sim uma maratona!

Não adianta querer ficar milionário apenas investindo em ações durante um único mês, e capturar a almejada ação XYXW3 que saltou 31% no mês. Investimento é para a vida toda. Não há fórmula mágica. Basta você sobreviver durante a trajetória e alcançar a linha de chegada. Por isso, é importante ser prudente.

É preciso ter paciência e deixar os juros compostos trabalharem para você. Lembre-se que a paciência é peça chave para atingir o tão sonhado objetivo da independência financeira.

Com isso, comecei a me preparar para qual investimento, eu desejaria aplicar durante o mês de junho (de 2017). Verifiquei meu portfólio de ações, as cotações, dei uma checada no VIX (índice de volatilidade do mercado acionário americano, que, por sinal, está nas mínimas) e decidi esperar.

Isso mesmo!!! Decidi aumentar a posição do meu caixa para aguardar novas possibilidades futuras. Não que eu acredite que o mercado irá cair mais, e comprar mais barato lá na frente. Apenas estou receoso, até porque meu caixa ficou às moscas, após eu ter aproveitado algumas barganhas durante o último circut breaker, do dia 18 de maio.

Portanto, aporte em junho será em LFT, vamos de Tesouro Selic. Até a segunda ordem, diga-se, de passagem…




– –

A dica da semana é o livro O Monge que Vendeu sua Ferrari, de Robin Sharma.

O fio condutor da obra é a conversa entre o bem sucedido advogado Julian, que se transformou em um monge, com o antigo assistente de escritório John. Depois de um longo retiro na Índia, Julian retorna a cidade onde trabalhava e reencontra John. 

Porém, de cara, John percebe que a estadia junto com os monges fez transformar Julian em uma pessoa mais radiante e jovial. É a história do advogado playboy e bem sucedido, que vendeu sua ferrari, para ser uma pessoa mais sábia e serena junto com os monges. Não que você deva largar tudo agora e ir para a Índia, mas as virtudes dos monges o podem transformá-lo em uma pessoa melhor.

– –

O que aprendemos no dia 18 de maio?

Está anotado no meu calendário, dia 18 de maio, o dia que a Bovespa travou as negociações por alguns minutos.

É um evento raro. O anterior a este, havia acontecido lá em 2008, no dia 29 de setembro, quando o pacote de ajuda ao mercado financeiro foi rejeitado na Câmara dos Representantes do Congresso Americano.

E o que devemos fazer quando acontece isso?

Como eu disse, no post Muita Calma! Não entre em pânico!!! o certo é não fazer nada, não vender nada e, quem sabe, aproveitar. Sim, tivemos ótimas barganhas.

Aproveitei duas oportunidades, uma no setor bancário e outra no setor elétrico. E foram posições pequenas. Apenas para aproveitar os preços baixos.

Dependendo do cenário, ninguém sabe ao certo o que virá pela frente. Por isso, escrevi há algumas semanas o post “Ninguém sabe o que vai acontecer”. Por isso, desconfie dos otimistas demais e dos pessimistas ao extremo.

Aprendemos que devemos nos proteger, sempre. E estar diversificado. Por isso, tinha proteção de ativos em dólar na minha carteira, que surfou com a alta volatilidade na bolsa. Mas não vendi, apenas observei a valorização. Até porque, havia comprado na baixa. O mantra mais uma vez se define, compre na baixa e aguarde a valorização.

Aprendemos que devemos ter caixa para estar preparado para estas oportunidades raras. Infelizmente, tinha pouco caixa para este momento. Fica a lição. Poderia ter retirado parte da Reserva de Emergência? Poderia, mas reserva de emergência não é para estas situações.

É isso! Não se subestime! Investimento é para o longo prazo. Oscilações fazem parte da trajetória.




– –

A dica da semana é o livro Um Novo Jeito de Trabalhar, de Lazlo Bock.

Gastamos mais o nosso tempo trabalhando do que em cima do colchão ou próximo de nossas famílias. Por conta disso, algumas empresas mudaram o paradigma e transformaram o local de trabalho em algo inovador e prazeroso. É o fim do ambiente de trabalho monótono e do emprego cansativo. Seja bem-vindo, ao Novo Jeito de Trabalhar. Devorei o livro em dois dias.

– –